domingo, 15 de julho de 2018

Grupo Desportivo Recreativo e Cultural de Escalos de Baixo

Fundação: 1972
Localidade: Escalos de Baixo, Castelo Branco
Modalidades: Futebol
Casa: Parque Desportivo Neves Lopes

O associativismo nesta aldeia do Concelho de Castelo Branco aparece no final dos anos 30 com o "Club Escalense" que apesar de servir de ponto de encontro para a população, ainda não tinha o interesse da prática desportiva, entretanto o clube desapareceu e foi por iniciativa própria da juventude que nos 60 se começou a praticar futebol na aldeia, motivados pelo clube vizinho e "rival" de Escalos de Cima, começaram os primeiros jogos amigáveis com as terras das redondezas.

Em 1972 é então fundado este grupo desportivo, recreativo e cultural, que agregava todo o tipo de atividades na localidade, entre elas o futebol, com a equipa de Escalos de Baixo a continuar a jogar em torneios da região, inclusivamente no mais conhecido, o inter-aldeias, onde se estreia em 1989, a partir dai a equipa passou a ser regular na competição, tendo participado nos anos seguintes, onde em 1991 chegou à final perdendo para a equipa de Caféde. A qualidade da equipa e a motivação da presença na sua primeira na final, levaram o clube a sediar a prova no ano seguinte, onde acabaria por corresponder às suas expectativas, sagrando-se campeão do inter-aldeias de 1992 em sua casa.

Seguem-se depois novas participações da equipa nos inter-aldeias de 1993 e 1994, este último onde chegou às meias finais, no ano seguinte a competição não se realizou, tendo Escalos de Baixo regressado ao inter-aldeias apenas em 1997, onde após uma grande campanha acaba por vencer na final o Palvarinho e assim sagrar-se novamente campeão. Eram tempos de sucesso para o futebol da aldeia, que logo a seguir em 1998 recebe a organização do torneio, e tal como tinha feito à uns anos atrás, acaba por ser campeã em casa, conquistando o seu 3º titulo, e segundo consecutivo.

O futebol em Escalos de Baixo estava a tornar-se num caso sério pelo sua qualidade, levando o clube a subir de patamar e inscrever a equipa no campeonato distrital, e foi assim que na época de 1999/2000 Escalos de Baixo se estreia nas competições federadas na 2ª Divisão Distrital, onde se mantém durante quatro temporadas conseguido a subida em 2003/04. A passagem pela principal divisão distrital dura duas épocas, tendo então encontrado os vizinhos de Escalos de Cima, jogos que eram o maior "derby" do distrital, independentemente de quem saí-se vencedor era sempre um jogo especial. A equipa conquistou em 2005 o seu primeiro e único titulo a nível distrital, com a conquista da Taça da Honra, numa final inédita ganha ao S. Vicente da Beira. Na época seguinte os Escalos Baixo terminou nos últimos lugares do tabela e deu-se o posterior abandono do futebol federado, devido aos custos elevados que o clube tinha com o futebol.

O clube ainda esteve ativo durante alguns anos com outras atividades, e com o futebol amador, mas acabou por ficar parado. É então que em 2012 um grupo de jovens escalenses se juntou para assumir a direcção e reanimara o clube, tendo desde então dinamizado a aldeia com várias atividades, e com o futebol a continuar presente com a participação em torneios e jogos amigáveis, famoso é também o "benfica x sporting" por altura da Páscoa, que junta simpatizantes dos dois clubes lisboetas, num jogo amigáveil entre gente da terra. Certo é que, e apesar de tudo, o futebol em Escalos de Baixo não desapareceu.

quinta-feira, 12 de julho de 2018

Associação Desportiva e Cultural de Taberna Seca

Fundação 1989
Localidade: Taberna Seca (Castelo Branco)
Modalidades: Futebol
Casa: Campo de Futebol de Taberna Seca

Longe vão os tempos em que nesta aldeia a cerca de 10 km da cidade de Castelo Branco, se começou a praticar o futebol, é na década de 60 que os jovens da terra se começam a reunir em terrenos pelados para jogar à bola, na altura a aldeia pertencia à freguesia de Benquerenças (tendo em 1997 sido anexada à de Castelo Branco por questões de proximidade), e os primeiros jogos foram os "derbys" com as terras vizinhas. O desporto foi-se popularizando e a Taberna Seca como tinha já uma equipa regular participou no torneio de futebol inter-aldeias de 1975, na altura a primeira edição.

Com o êxodo da população para fora da aldeia e do próprio pais, o futebol ficou adormecido durante alguns anos, e também por não haver nenhuma coletividade na terra que o praticasse de forma organizada, é então que surge no ano de 1989 a Associação Desportiva e Cultural de Taberna Seca que veio colmatar a inexistência de uma entidade que realiza-se atividades em prol da população, Os jogos amigáveis de futebol continuaram, com a equipa a jogar no campo da zona da Lameira, não muito longe da aldeia, e equipava de vermelho de branco. Participou em alguns torneios pela região tendo conquistado muitos troféus em competições amadoras.

No final dos anos 90 surge nova participação da equipa no torneio inter-aldeias por três vezes consecutivas, nomeadamente em 1997, 98 e 99. Deu-se também nessa altura um intercâmbio da equipa da Taberna Seca com a de Pierrefittes, localidade francesa com alguns emigrantes da aldeia, que veio a Portugal jogar contra a Taberna Seca, partida que teve lugar no Estádio Municipal Vale do Romeiro em Castelo Branco, no ano seguinte foi a vez da Taberna Seca ir jogar a França.

O futebol foi depois tendo cada vez menos destaque e deixou de ser tão praticado na aldeia, entretanto a associação instalou-se na antiga escola primária, e actualmente realiza várias atividades culturais, o campo de futebol recebe encontros de paintball e esporadicamente jogos de futebol ente solteiros e casados.

sábado, 7 de julho de 2018

Associação Desportiva Cultural e Recreativa de Moitas

Fundação: 1987
Localidade: Moitas (Proença-a-Nova)
Modalidades Futebol e Futsal
Casa: Polidesportivo de Moitas

Sediada na aldeia de Moitas, anexa da freguesia de Proença-a-Nova, vila da qual dista 10 km, esta associação destaca-se por ser uma das mais ativas de entre as várias colectividades das aldeias da freguesia. Apesar de ser uma terra pequena em dimensão chegou a ter à décadas atrás população que passava uma centena, e entre os mais jovens começou-se a praticar futebol popular em terrenos pelados ao redor da aldeia, no entanto nunca houve de forma organizada nenhuma equipa de futebol, até em 1987 surgir a Associação Desportiva Cultural e Recreativa de Moitas, que passou a organizar todo o tipo de atividades na localidade, entre elas o futebol.

Foi assim que Moitas chegou ao torneio de futebol inter-aldeias em 1990, organizado na altura na aldeia vizinha de São Pedro Esteval pela Associação Estavelense, esse torneio contou com muitas equipa do Concelho de Proença-a-Nova, e terminou numa final entre o Estevalense e o Moitas, com a equipa das Moitas a derrotar a equipa da casa e a sagra-se campeã do torneio.

Os jogos de futebol continuaram depois durante alguns anos com jogos amigáveis com gente das Moitas e amigos da terra, mas o futsal passou a ser o desporto mais praticado pela juventude também  devido ao menor número gente presente. O campo de futebol acabou por desaparecer com a chegada do Aeródromo para a prática de pára-quedismo, infraestrutura que veio dar muita vida à aldeia, cuja associação continua a ser o maior motor de desenvolvimento, actualmente conta com o Núcleo de Caça e Pesca das Moitas, e para além de outras atividades sociais participa em torneios de jogos populares e esporadicamente também em partidas de futsal.

quinta-feira, 5 de julho de 2018

Sporting Clube Eradense | Núcleo de Desporto da Filarmónica da Erada


Fundação: 1983 | 2016
Localidade: Erada, Covilhã
Modalidades: Futebol | Futsal
Casa: Campo dos Pinheiros Mansos | Pavilhão Gimnodesportivo de Cortes do Meio

O futebol na aldeia de Erada (situada a 535 m de altitude em plena Serra da Estrela) começou com a reunião da juventude nos anos 60, que deu inicio à prática desportiva, logo se tratou de arranjar um campo nos arredores da aldeia no sitio dos Pinheiros Mansos, nome pelo qual ficou conhecido . Durante essa década e na seguinte a Erada tinha uma equipa de futebol popular constituída por gente da terra que realizava jogos amigáveis com localidades vizinhas e participava em torneios regionais.

Foi no inicio dos anos 80 que a Erada começou por ter uma equipa a participar no Campeonato Popular de Trabalhadores do Inatel, onde militavam muitas equipas amadoras da região, e onde a Erada obteve muito bons resultados, tendo vencido a competição por duas vezes, em 1982 e 1983. Nesse ano de 1983 surge na Erada o Sporting Clube Eradense, delegação do Sporting Clube de Portugal criada por habitantes afectos ao clube leonino, e aproveitando a qualidade dos jogadores que tinham acabado de ser bi-campeões no Inatel, o Sp. Eradense federou-se na AFCB e logo na época de 1983/84 estreia-se no Campeonato Distrital de Castelo Branco.

O percurso do Sp. Eradense pelo futebol federado durou cinco anos, começando por jogar na 2ª Divisão nas duas primeiras épocas, a equipa chega à 1ª Divisão Distrital em 1985/86, ano em que por falta de equipas não se realizou o campeonato no 2º escalão. Com resultados favoráveis o Sp. Erandense manteve-se assim durante mais um ano naquele patamar, até acabar por ser de novo despromovido à 2ª Divisão onde competiu em 1987/88, nessa que foi a última época em que a equipa participou no distrital, o clube que vivia essencialmente do futebol acabou por desaparecer pouco depois deixando a aldeia de Erada sem nenhuma coletividade desportiva, depois de bons anos no futebol.

Nas décadas que seguem o futebol e mais tarde o futsal foram sendo praticados de forma amadora, tendo até surgido algumas coletividades que pegaram no desporto como a Liga dos Amigos da Erada, mas o desporto federado surge apenas em 2016, quando a Filarmónica Recreativa Eradense, uma das associações mais influentes da aldeia, cria o "Núcleo de Desporto da Filarmónica da Erada", que deu inicio a um importante trabalho na formação de jovens em vários escalões na modalidade de futsal, tendo também organizado outros torneios, Pelo facto de ter melhores condições desportivas, as equipas da Erada disputam os seus jogos caseiros no pavilhão de Cortes do Meio, no entanto o polidesportivo da piscina de Erada é também muito utilizado pela coletividade na prática desportiva, o futuro desportivo de Erada encontra-se assim muito bem entregue.

quarta-feira, 4 de julho de 2018

Casa do Benfica em Belmonte

Fundação: 2004
Localidade: Belmonte
Modalidades: Futsal
Casa: Pavilhão Gimnodesportivo Municipal de Belmonte

A Casa do Benfica em Belmonte foi inaugura em 2004 pelo presidente do Sport Lisboa e Benfica como a sua casa nº 177, um anseio concretizado dos adeptos benfiquista do concelho de Belmonte que ficaram assim com um espaço de convívio afetcto ao seu clube.

A par de outros eventos socais a CBB começou a apostar na parte desportiva com algumas modalidades,, entre elas o cicloturismo e o futsal, e foi neste último a coletividade mais se destacou nos anos seguintes, começou por organizar o Torneio Vera Cruz, competição onde participam equipa de todas as parte dos concelho, e depois passou a competir também nos campeonatos distritais com camadas jovens, com escolinhas, iniciados, juvenis e juniores uma autentica escola de futsal que deu alguns títulos, como o campeonato de juvenis em 2006/2007, uma aposta na formação que a longo prazo veio a dar frutos.

Na época 2009/2010, a CBB avança pela primeira vez com uma equipa de futsal sénior feminina, que competiu no campeonato distrital, tendo na época 2011/12 vencido o seu primeiro titulo, com a conquista do campeonato ao qual se veio a juntar a taça distrital fazendo assim a "dobradinha", no ano seguinte a equipa repetiu o feito e sagrou-se bi-campeã distrital. A formação ainda competiu na Taça Nacional de Futsal Feminino e no campeonato distrital nos anos seguintes tendo o projecto sido depois descontinuado.

No futsal sénior masculino a Casa do Benfica de Belmonte estreou-se no campeonato distrital na temporada 2010/11 com muitos dos jogadores saídos da sua formação, e apesar dos resultados menos favoráveis nos primeiros anos, a equipa consegue um 4º lugar na época 20013/14, essa que foi também a última temporada em que competiu tendo depois terminado.

Por problemas financeiros relativos à não apresentação de contas, e consequente suspensão dos apoios atribuídos à coletividade, a Casa do Benfica em Belmonte atravessou um período difícil em que foi gerida por uma comissão administrava que teve de fazer algumas mudanças, trazendo de volta a modalidade de cicloturismo que agora é a única praticada pela coletividade, tendo posto o futsal de parte dada a existência de outras equipas ao escasso número de jovens atletas presentes no conselho de Belmonte.

segunda-feira, 2 de julho de 2018

Associação Desportiva Cultural e Recreativa de Aldeia de Joanes

Fundação: 1984
Localidade: Aldeia de Joanes, Fundão
Modalidades: Futsal
Casa: Polidesportivo de Aldeia de Joanes

É na Aldeia de Joanes, localidade vizinha da cidade do Fundão, que se situa a ADCRAJ, coletividade de iniciativa cultural, desportiva e recreativa, sendo a principal coletividade da terra. Porém a história desportiva nesta pequena aldeia (em tempos freguesia própria e hoje unida à do Fundão) vem de à muitas décadas atrás, nos anos 60 um grupo de indivíduos da terra, entre os quais Joaquim da Silva Nogueira, Manuel Bernardo de Campos e João Lourenço Nogueira, conseguiram uma parcela de terreno arrendada para a prática de futebol, e assim começaram ali a realizar-se os primeiros jogos com as aldeias vizinhas, Pouco depois é fundado o Grupo Desportivo de Aldeia de Joanes, com sede na Casa do Povo, com os jogadores a usar um equipamento à Ajax, equipa holandesa muito conhecida naquela época.

Com a venda do do campo no terreno da Quinta da Barrosa, por parte do seu proprietário, o futebol acabou em Aldeia de Joanes, e apesar de os sinos da igreja ainda se terem tocarem a rebate como sinal de protesto, nunca mais se conseguiu recuperar aquele espaço desportivo, e dada a pequena dimensão dos limites da aldeia, também não foi possível fazer-se um novo campo de futebol. Na década de 70 o Grupo Desportivo termina levando com ele o desporto em Aldeia de Joanes.

É em 1984 que um grupo de cidadãos bairristas de Aldeia de Joanes deitou mãos à obra e fundou a Associação Desportiva Cultural e Recreativa de Aldeia de Joanes, no que começou por uma conversa de café entre quatro amigos e acabou na concretização da criação da associação com apoio da Junta de Freguesia. A coletividade começou então a realizar todo o tipo de iniciativas, quer culturais, sociais e desportivas, como foi o caso da equipa de atletismo, que conquistou vários troféus, e também do futsal, que com a chegada do polidesportivo à aldeia, passou a ser a modalidade principal, com várias participações ao longo dos anos em torneios por toda região, e também com a realização de torneios próprios.

A Associação de Aldeia de Joanes é assim o maior dinamizador da aldeia, com vários projetos em diversas áreas, onde na parte desportiva continua com a juventude ativa na prática de futsal, inclusive em torneios dos mais petizes até aos adultos.

segunda-feira, 4 de junho de 2018

Associação Cultural Desportiva e Recreativa Rosmaninhense | Associação Cultural Desportiva e Recreativa Rosmaninhal - Terra Linda

Fundação: 1977 | 2015
Localidade: Rosmaninhal, Idanha-a-Nova
Modalidades: Futebol | Futsal
Casa: Campo de Futebol de Rosmaninhal / Polidesportivo de Rosmaninhal

O futebol nesta vila raiana do Concelho de Idanha-a-Nova começa muito cedo, com a fundação em inícios do séc. XX do "Grupo Foot-Ball Club Rosmaninhense", a partir do qual se deu o começo da prática desse desporto então ainda um pouco embrionário em Portugal, que era o futebol. Décadas mais tarde o clube altera a sua designação para uma grafia mais atual, e passou a chamar-se "Futebol Clube Rosmaninhense", e é oficialmente registado em 1977. No ano de 1979, a coletividade muda de nome, mas agora para uma designação mais abrangente, passando a ser a "Associação Cultural Desportiva e Recreativa Rosmaninhense" (mas mantendo sempre o emblema da designação anterior), visto que o clube apesar de ter o futebol como atividade principal, realizava também outras atividades como o atletismo e outros eventos sociais na vila da era aliás a única associação existente.

Esse ano ficou ainda na história, quando o clube realizou uma angariação de fundos tendo pedido apoios aos já na altura "3 grandes" Benfica, Sporting e Porto, e foi apenas este último a responder, tendo enviado não só equipamentos iguais aos da sua equipa principal mas também bolas, redes para as balizas e até bandeiras de canto, acto generoso que causou uma certa simpatia pelo clube nortenho no Rosmaninhal.
O clube terá alguns anos mais tarde deixado o Rosmaninhal ser qualquer tipo de atividade associativa quando ficou inativo, porém em finais dos anos 90 o clube autoriza a utilização do seu emblema e designação a um grupo de jovens que criaram uma equipa de futsal, e que participavam em inúmeros torneios na região e até fora dela, usando o equipamento roxo, que era a cor do clube.

Em 2008 dá-se a primeira reunião com a tentativa de reativar a associação, algo que não foi possível tendo-se optado por criar uma nova, e em 2015 é assim fundada por habitantes locais a "Associação Cultural Desportiva e Recreativa Rosmaninhal - Terra linda onde eu nasci!...", que pegou novamente no desporto da terra, tendo fomentado vários outras atividades, entre elas jogos de futsal entre os mais jovens.

Atualmente ainda organiza jogos de futsal no seu polidesportivo e continua muito ativa na vila com várias atividades desportivas como atletismo ou BTT, já o futebol não é tão praticado devido à pouca densidade populacional, estando o campo de futebol em más condições, no entanto em 2017 o Rosmaninhal participou com uma equipa no torneio inter-aldeias mas realizando os seus jogos caseiros no estádio municipal de Idanha-a-Nova, apesar de ter ficado em último lugar no seu grupo, a juventude da terra marcou presença mostrando que estar à altura do desafio, e que no Rosmaninhal ainda se vive o desporto.